COVID-19: We've created a new online space for grassroots justice groups to discuss how to adapt and respond to the pandemic.  Explore it here.

Close X
  • Join
  •     |    
  • Login
  •     |    
Log in
Join

Participantes do Laboratório de Ideias

Empoderamento Legal e Advocacia Comunitária na América Latina

6 projetos selecionados
US$5.000 e apoio técnico para cada projeto selecionado
8 meses para desenvolvimento do projeto

 

Em junho passado, a Rede de Empoderamento Legal, com o apoio da Tinker Foundation, lançou a chamada para participar do Laboratório de Ideias em Empoderamento Legal e Advocacia Comunitária para a América Latina.

O Laboratório é uma pequena iniciativa que busca apoiar projetos inovadores que utilizam estratégias de empoderamento legal para ajudar indivíduos, coletivos e/ou comunidades vulneráveis a superar as injustiças, em qualquer de suas diversas formas.

A chamada recebeu mais de 90 candidaturas de 16 países da região com idéias, projetos e iniciativas urgentes e relevantes nos contextos atuais, o que tornou o processo de seleção realmente difícil e demonstra a necessidade de fortalecer os mecanismos de apoio e solidariedade com aqueles que estão na linha de frente da defesa dos direitos.

Conheça abaixo as 6 organizações que participarão do Laboratório durante os próximos 8 meses.

Associação de Defesa Etnoambiental - Kanindé (Brasil)

A Associação de Defesa Etnoambiental - Kanindé trabalha para promover a harmonia entre os seres humanos e o meio ambiente, e atua para um desenvolvimento justo e responsável.

Projeto: Justiça e Povos Indígenas

Acompanhamento e assessoria jurídica às associações indígenas; denúncia de invasões e violações de direitos perante os órgãos competentes; contribuição do conhecimento jurídico para as comunidades; tomada de ações legais na busca de garantir os direitos desses povos e suas terras.

Fotografia: © Gabriel Uchida

Saiba mais

Clínica Jurídica de Interés Público “Grupo de Acciones Públicas” (GAP) de la Universidad del Rosario (Colômbia)

A clínica foi criada há 21 anos com dois objetivos centrais: por um lado, incorporar a educação jurídica clínica no ensino do direito universitário, como um espaço para formar os estudantes nas habilidades, capacidades e habilidades para praticar o direito a partir de uma perspectiva holística e integral, promovendo valores éticos e o ideal de trabalhar pela justiça social, como base para a formação de agentes de mudança; e por outro lado, proporcionar espaços para a defesa dos direitos humanos de comunidades vulneráveis e do interesse público, a partir do litigio estratégico, como um meio para alcançar o verdadeiro acesso à justiça.

Projeto: Rede de jovens para a democracia ambiental nas regiões da Colômbia

Geração de novas capacidades nos jovens das regiões do país, como espaço para compartilhar conhecimentos sobre democracia ambiental, mecanismos de proteção dos direitos humanos e litígios estratégicos, voltados para a defesa do meio ambiente e do território. O projeto procura contribuir para a construção sustentável, pacífica e inclusiva da perspectiva regional, para compartilhar experiências sobre problemas e para fortalecer seu trabalho como agentes e líderes de transformação de suas comunidades.

Saiba mais

Colectiva Amorales (El Salvador)

A Colectiva Amorales é uma organização de mulheres feministas, artistas e profissionais que lutam pela descriminalização do aborto, pelo empoderamento em direitos como forma de prevenção da violência de gênero, pela defesa política e pela conquista de espaços públicos.

Projeto: Vamos falar de leis

Criação de uma plataforma virtual para levar informações e conhecimentos legais às mulheres e adolescentes sobreviventes de violência, de forma sistemática e lúdica, para adquirir conhecimentos e gerar reflexões coletivas através da interação com o conteúdo e discussão destas questões com uma abordagem educacional popular.

Saiba mais

Fundación Markani (Argentina)

A Fundación Markani promove a integração de comunidades com vulnerabilidade social, aumentando a conscientização sobre a importância de construir uma sociedade inclusiva com uma perspectiva de gênero, promovendo sua participação ativa através do pleno exercício dos direitos humanos e influenciando as políticas públicas.

Projeto: Alfabetização jurídica intercultural e incidência local de mulheres da Yunga Salteña como prevenção da violência de gênero

Desenvolvimento de capacidades legais em mulheres nativas (kolla) e camponesas localizadas em comunidades do departamento de Iruya, particularmente na área das yungas, município de Isla de Caña, para reduzir a distância entre elas e o acesso à justiça para comunidades e organizações localizadas a mais de 300 km da capital provincial.

Saiba mais

Fundación para el Desarrollo Comunitario - FUNDECOM (Nicarágua)

FUNDECOM é uma organização feminista baseada na comunidade, uma referência na promoção, proteção e defesa dos direitos humanos de mulheres e meninas adolescentes em áreas rurais e assentamentos humanos na Nicarágua, acompanhando o fortalecimento da liderança comunitária, trabalhando no empoderamento legal, criando capacidades de autogestão de direitos e bem-estar para viver uma vida com igualdade, livre de violência, e ajudando a salvar a vida de mulheres e meninas sobreviventes de violência através de esforços liderados por promotoras legais comunitárias.

Projeto: Somente a comunidade salva a comunidade para o acesso à justiça de mulheres e meninas sobreviventes de violência

Para ajudar a salvar as vidas de mulheres e meninas rurais que sobreviveram à violência, com apoio psicológico baseado na comunidade como uma ponte emocional vital, para o empoderamento legal e advocacia comunitária online para facilitar o acesso à justiça.

Saiba mais

Unión Verapacense de Organizaciones Campesinas - UVOC (Guatemala)

A UVOC é uma organização camponesa e indígena com apego e respeito pela Cosmovisão Maia e respeito pelo equilíbrio entre todas as pessoas que luta pela reivindicação dos direitos dos camponeses e dos povos indígenas. A organização é inspirada pela resistência histórica dos povos indígenas e seu direito ancestral à posse, uso e controle de seu território; que reforça a resistência contra o neocolonialismo e o sistema capitalista neoliberal, e que contribui para a construção de um mundo mais humano, justo e equilibrado, e com respeito e inclusão dos diferentes povos, culturas e línguas.

Projeto: Para a criação de uma Rede de Promotores Legais, Comunitários e Ancestrais em defesa da vida, dos direitos humanos e dos territórios ancestrais

Contribuição para o fortalecimento técnico-jurídico dos líderes comunitários dos povos rurais e indígenas da região norte da Guatemala, através do estabelecimento da rede de promotores legais e do treinamento contínuo em assuntos jurídico-estratégicos.

Saiba mais