COVID-19: We've created a new online space for grassroots justice groups to discuss how to adapt and respond to the pandemic.  Explore it here.

Close X
  • Join
  •     |    
  • Login
  •     |    
Log in
Join

Network

logo

Liga Moçambicana dos Direitos Humanos

Maputo, Mozambique
Joined September 2017

Em 1990 foi aprovada uma nova Constituição da República e revogada a de 1975. E em 4 de Outubro de 1992, foi assinado o Acordo Geral de Paz entre o governo e a Renamo. Estes dois acontecimentos tiveram grande impacto no reconhecimento da necessidade de promoção dos Direitos Humanos em Moçambique. Foi nessa fase que Moçambique ratificou algumas das importantes normas internacionais sobre Direitos Humanos como o Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, ratificado a 12 de Dezembro de 1992 e aprovou o respectivo segundo pacote adicional com vista à abolição da Pena de Morte.

Desta forma, criadas as condições necessárias para a promoção e defesa dos Direitos Humanos, um grupo de cidadãos decidiu formar a Liga Moçambicana dos Direitos Humanos- LDH, tendo como principal percursora a senhora Maria Alice Mabota, jurista e actual presidente da organização.A Liga Moçambicana dos Direitos Humanos, também designada por LDH ou simplesmente Liga, foi criada oficialmente em 5 de Maio de 1995, data do seu reconhecimento pelo governo. Antes do seu reconhecimento legal, a Liga (na qualidade de um grupo de cidadãos interessados nos direitos Humanos) vinha desenvolvendo palestras, denúncias de violações, acções de angariação de fundos, etc.

A Liga é uma associação sócio-humanitária, não governamental, dotada de uma personalidade jurídica sem fins lucrativos, que tem como objectivo a defesa e promoção dos direitos fundamentais do homem, incluindo denúncias das violações e outras arbitrariedades. A sede da Liga está na cidade de Maputo com delegações no Centro, Norte e uma subdelegação na Zambézia. Tem centros de paralegais em todas provínciais e em alguns distritos.